sexta-feira, 7 de maio de 2010

Castelo de Areia.


C. – “Porque está me soprando de novo?”
M. –
“Não sou eu, é o vento.”
C. – “Porque você não se desmancha como eu?”
M. – “Porque não sou de areia. Agora tenho que ir...”
C. – “Você não pode me deixar só. Tudo isso é culpa sua!”
M. – “Eu tava só brincando, e...”
C. – “Minha vida não é brincadeira!”
M. – “Mas foi pra isso que te fiz. Para brincar...!
C. – “Você me fez?”

ps.: Parte do texto infantil "Castelo de Areia". Criado por mim, apartir de uma exercício de pesquisa em 2009.

3 comentários:

  1. Que massa flor!um texto infantil *-*

    ResponderExcluir
  2. Lembro-me bem!
    Texto sensível, cena linda, atriz meticulosa!

    ResponderExcluir