domingo, 9 de maio de 2010

Filha Sua.


Sangue que me sinto. Rosto que me vejo. Vida que me calha.
Te conhecer: Por dentro, pelas bordas, por fora...
Admirar! Amar.
Contar! Com cada membro, tempo, ou pensamento.
Viajar! No mundo, na história, na idade.
Desejo! Ser uma sobra, um grão, um sopro do que te convém.
Saber! Que tenho químicas, nervos, músculos, todos de ti.
Ter! Perto, fora, longe, dentro, hoje, agora, e em todo momento.
Parabenizar! A mim.
Sim, a mim! Pela genitora, amiga, mulher que me pariu para a vida.
Agradecer! Pelos momentos e por esse forno pré-aquecido que tenho de ti.
Do amor, com amor e por amor.
Apá, filha sua.

3 comentários:

  1. filha linda, mãe linda, texto lindo.. tudo lindo! igual as tuas palavras, LINDA.

    ResponderExcluir
  2. Nossaaaaaaaaaa... Quando eu crescer quero escrever, conseguir me expressar assim...
    "Forno pré aquecido.." Escandalo

    Parabéns ela pela filha que tem, vc pela mãe e escritora que é.
    Beijo

    ResponderExcluir