quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Aquela que carrega o peixe como se fosse o jornal.



Contanto o conto da Menina de 100anos.

Seu cão fora desamparado no interior no qual morava. A causa? O progresso. A cobiça tomou conta de seus pais. Mudou-se para a cidade. Abdicou com ele toda a sua satisfação por pequenos momentos. Deixara o seu interior com todos os sentimentos e fantasias. Acreditava que ele seria seu último amor, e o primeiro a abandoná-la. Seu pai lhe deu um peixe para substituir seu cão, era mais apropriado em apartamento. Mas já tinha perdido a esperança de ter algo pra sempre.

5 comentários:

  1. É mesmo, bem triste a história dela. Será que esses 100 anos valeram a pena?

    ResponderExcluir
  2. Ela e as outras todas reunidas em ti.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, bem legal a idéia de manter os leitores curiosos para lê cada pedacinho de uma "história de um século".

    Abraçooo!

    http://georgiahammine.blogspot.com/

    ResponderExcluir